APRENDA a FALAR sobre DINHEIRO com o seu CÔNJUGE

Em um encontro de casais muito divertido na casa de amigos, o assunto dinheiro deu o que falar.


No altar, fazemos juras de amor na riqueza e na pobreza. Mas, as pesquisas demonstram que muitos divórcios são motivados por questões financeiras.

A administação das finanças significa algo diferente para cada casal.

Não existe uma fórmula perfeita. Em vez disso, é importanto encontrar a melhor solução para você e seu cônjuge.

No encontro mencionado, algumas formas de divisão das despesas foram observadas:

-Casais que dividem tudo, meio a meio, independende de quanto a renda pode ser;

Neste caso, me chamou atenção o fato de que o homem era o consumista da relação e a esposa era a “mão de ferro”, que fazia todas as contas e no final do mês sentenciava com precisão: _  Você tem que transferir para minha conta o valor de R$ 2.689,23 (dois mil seiscentos e oitenta e nove reais e vinte e três centavos).

-Casais que o homem possuía renda superior ao da esposa e pagava todas as contas;

Neste exemplo, a esposa respondeu: _Eu nem sei quanto eu ganho por mês!

- Casais que dividiam proporcionalmente as despesas;

Esta é a regra geral e mais conflituosa, gerando ressentimentos de cônjuges que se sentem prejudicados de alguma forma.

Para amenizar os conflitos, o diálogo do casal é fundamental para eleger um conjunto de prioridades compartilhadas e traçar o orçamento familiar, lembrando-se de gastar menos do que se ganha.

Notamos que não é fácil esta conversa sobre dinheiro, mas presta atenção nestas dicas:

  • Definam um diálogo honesto quanto as receitas e despesas de cada um. Transparência é fundamental;

  • Reconheça e respeite as diferenças sobre as crenças individuais sobre dinheiro, pois tentar forçar alguém a adotar métodos que não seja confortáveis para eles pode, potencialmente, piorar as coisas; e

  • Lembre-se que a conversa sobre orçamento familiar e investimentos não se dá uma única vez. É algo que precisa voltar de novo e de novo. Saiba que quanto mais você fala, mais fácil se torna.

Uma boa ideia para motivar o diálogo sobre dinheiro é a abertura de uma conta conjunta com o seu cônjuge. Feito isso, você deve controlar os gastos, mas, cuidado: controle também a vontade de gritar quando observar as despesas do outro!

Lembre-se que o dinheiro é uma parte da vida, mas não é tudo. Metas compartilhadas, valores comuns e diálogo aberto ajudarão você e seu cônjuge a criar uma vida feliz e rica juntos. 

Grande abraço e até a próxima.

@papainabolsa

Comentários

  1. Postagem muito interessante, realmente é uma coisa muito importante falar sobre dinheiro com o cônjuge.

    Está postagem ficou muito boa, então está na lista das melhores postagens do mês de Julho.

    Abraço e bons investimentos.

    ResponderExcluir
  2. Valeu, DIL.
    É uma honra fazer parte da sua lista de melhores postagens do mês.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

NOVA AÇÃO NA CARTEIRA

Início do prazo da declaração do Imposto de renda 2019: MEXA-SE!

PROMOÇÃO NA BOLSA DE VALORES