Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2017

FII's - Aluguéis sem dor de cabeça

Imagem
Olá amig@s,

Hoje vou te contar como aconteceu meu encontro com os fundos imobiliários (FII's).

Eu sou correntista do Banco do Brasil e tinha acabado de fazer com o gerente da agência bancária o meu cadastro na corretora do BB Investimentos.

Exceto a compra de fundos de ações, para compra e venda de ETF's, ações ou FII's você vai precisar de uma conta ou cadastro em uma corretora ou no próprio banco. Os gerentes, principalmente de bancos públicos, não se mostram muito interessados em fazer este procedimento, mas insistam!!

Pois bem, coincidiu a abertura da minha conta com a oferta de fundos imobiliários do Banco do Brasil, denominado BBPO11 e, por acaso, o gerente tocou neste assunto.

Era uma oferta pública e eu destinei o valor de dez mil reais para este investimento.

De cara, tive a intuição de ser ótimo este negócio. Eu sabia que se tratavam de agências bancárias que seriam alugadas pelo próprio BB e que eles pagavam um aluguel mensal, proporcional as suas cotas.

Fiquei…

EXPERIÊNCIA COM OS ETF'S

Imagem
Oi amig@S,

Vocês já ouviram falar de ETF's??

Vou contar a minha experiência com este investimento.

Eu não tinha ideia sobre o que era isso até nas costumeiras pesquisas do google eu encontrar o blog do Rafael Seabra: Quero ficar rico.

Eu virei fã dele e dos seus conteúdos postados. Um dos arquivos sobre alocação de ativos falava sobre os ETF's ou fundos de índices, que são como um pacote com as mais variadas ações que compõem o índice da empresas listadas na bolsa de valores.

Sabe o que fiz?? Resolvi experimentar!!







Comprei algumas cotas do fundo BOVA11 no valor de R$ 62,00 e vi ele despencar até os R$ 44,00.

Mas a esta altura já estava mais calmo com tantas oscilações, fui comprando outras cotas com valores mais baixo e reduzi o meu preço médio para R$ 55,00.

A inexperiência e ansiedade fizeram com que eu me desfizesse de todas as cotas quando elas se aproximaram do mencionado preço médio e praticamente sai deste investimento no zero a zero.

A minha saída foi motivada pelas d…

Fundos de ações.

Imagem
Oi amig@s,

Os fundos de ações foram a minha primeira experiência com a renda variável.

No ano de 2011 eu já buscava um rendimento mais significante do que a velha e conhecida poupança.

Eu passei a ler sobre investimentos, ganhos na bolsa de valores e diversificação.

Assim, segui a trilha desconhecida dos novos investimentos.

Peguei três mil reais e depositei mil reais em três fundos diversos: Ações BB, Petrobrás e Construção Civil.

Com a menor oscilação dos valores eu me desesperava.

Era mais ou menos assim: se eu ganhasse 100 estava bom, mas se perdesse 10 estava terrivelmente péssimo.

Descobri que estava totalmente averso ao risco de perder dinheiro.

Sabem o resultado: me desfiz de dois fundos de imediato e pensei o seguinte: vou ficar com a Petróbras, porque a certeza do retorno é garantido! Anos depois eu diria:


Com toda essa crise, lava-jato, corrupção, delação... entreguei mil reais e ouvi:







Mas não desisti. Continuei os estudos e resolvi traçar outras estratégias.

Enquanto iss…

Ainda é cedo para sair! Já conferiu AS MAIS LIDAS?

Mais lidas

Imposto de renda: rendimentos isentos e não tributáveis na venda de ações

Últimas operações na carteira de acões

Planilha x Imposto de renda