Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2018

Últimas operações na carteira de acões

Imagem
Olá amig@s,

Terminei as movimentações na carteira de ações do mês de abril.

Não que este período tenha sido de ganhos expressivos, mas tudo serve como aprendizado.

De forma resumida, vendi ações da Movi3 e comprei alguns lotes de Ciel3.

Também vendi Fher3 e optei pela compra de ações da Wizs3.

E hoje, cansei do marasmo da Crfb3 e me defiz dela para comprar a Krot3.

Vendi a Carrefour por R$15,00 com preço médio de R$ 14,80 para comprar a Kroton por R$ 13,67.

Após todas estas operações, envolvendo um montante de vendas aproximado de dezoito mil reais, embolsei um lucro total de cerca de R$ 910,00.

Como já tinha previsto, me desfiz das ações da Fher3 no dia de ontem por R$ 3,40 por pura ansiedade e hoje elas fecharam no preço de R$ 3,75. Enfim, não adianta chorar pelo leite derramado. O pedido que fica é:







Os próximos dias vou me desligar do mercado, vem um feriadão pela frente e me programei para ir bem ali em Salvador aproveitar com a família.

Espero que o mês de maio chegue com …

Dúvidas de um trader na operação de venda

Imagem
Fala amig@s,

Hoje quero dividir com vocês uma experiência rotineira na vida de um trader: a dúvida.

O fato curioso é que tenho mais dúvidas na operação de venda do que na de compra.

No caso específico, vamos ao relato sobre a venda de uma ação:


No ano passado, a primeira vez que pesquisei a ação da FHER3 ela estava cotada em R$ 3,70 e devido a sua baixa liquidez não houve interesse.

Em setembro, ao verificar o ativo novamente percebi que o seu preço tinha despencado e, como procuro ativos subvalorizados, resolvi comprar alguns lotes da ação.

Desde então o seu preço caiu bastante, chegando na margem de R$ 2,30, mantendo-se lateralizado e com a característica de baixo volume.

Sendo assim, após seis meses deste negócio, sem nenguma expectativa de melhora, a ação ficou no meu radar de venda, com o fim de sair dela sem prejuízos.






Eis que após a metade deste mês de abril a FHER3 começou a reagir, foram vários pregões de alta.

O volume cresceu exponencialmente, tendo a corretora XP c…

TROQUE A POUPANÇA PELO TESOURO SELIC

Imagem
Olá amig@s,

Os analistas financeiros recomendam que os nossos investimentos devem ser realizados de acordo com os nossos planos de curto, médio ou longo prazo.

Há quem diga que só existe investidor de longo prazo, pois no curto prazo é especulador.

Pois bem, costumo investir de forma variada.

Assumo o meu perfil especulativo quando compro ações para me desfazer imediatamente após sua valorização.

O curioso é que após retirar esse lucro migro o dinheiro desta operação de alto risco para um investimento muito conservador, o Tesouro Selic.

É sobre ele vou falar neste post.

Nós, brasileiros, somos carentes de educação financeira e de forma cultural recebemos a herança do investimento na poupança como sagrado.

No atual contexto, está na hora de questionar este padrão e nos fazer as perguntas certas a fim de obter as melhores respostas para cuidar o nosso dinheiro.






Os acomodados possuem a seu favor o argumento de que a poupança é simples, não envolve o pagamento de taxas de administra…

Nova visão de LUCRO.

Imagem
Olá amig@s,

Sabe aquela velha história:



Resolvi colocar em prática esta filosofia no mundo dos investimentos.

Vejam como:

As ações da minha carteira estão sem fôlego, muitas abaixo do preço médio e outras um pouco acima por míseros centavos.

Desde o início do mês estava monitorando a MOVI3, pois notei que ela estava iniciando um movimento de alta.

Neste ativo, detinha 900 ações por um PM de R$ 7,42.

O modo ansiedade foi ativado e quando no dia 06/04 ela fechou o pregão em R$ 7,80 eu conclui que iria vende-la para embolsar um pequeno lucro de cerca de R$ 350,00 (trezentos e cinquenta reais).

Mas não bastava vender as ações, pois instantaneamente após a venda o cérebro pergunta: Vai comprar o quê?






Entre as minhas buscas verifiquei a ação da Cielo.

Pois bem, no final de março (27/03/2018) percebi que as ações da MOVI3 fecharam o pregão com o preço de R$ 6,97 e as ações da CIEL3 em R$ 20,80.

Assim, com os custos de corretagem do BB investimento (que considero alto), se eu vendesse toda…

Imposto de renda: rendimentos isentos e não tributáveis na venda de ações

Imagem
Olá amig@s,

Enviei a minha declaração há alguns dias e tive a grata confirmação de que os investimentos em ações valeram muito a pena no ano de 2017.

A minha estratégia observa a regra pela qual os ganhos líquidos obtidos por pessoa física em operações no mercado à vista de ações negociadas em Bolsas de Valores e em operações com ouro, ativo financeiro, cujo valor das vendas seja menor ou igual a R$ 20 mil por mês estão isentos do Imposto de Renda.

No entanto, a isenção do IR não significa que as informações devem ser omitidas, ao contrário, devem ser declaradas na parte dos rendimentos isentos e não tributáveis.

Neste caso, o investidor deve informar o lucro obtido, correspondente a diferença entre o custo de aquisição da ação com o valor da venda.

Por exemplo, a minha primeira operação do ano passado foi em 03 de janeiro de 2017, quando vendi 400 ações da CCRO3, as quais foram adquiridas pelo preço de R$ 13,61 e vendidas pelo preço de R$ 16,05, gerando um lucro de R$ 976,00.

No …

Ainda é cedo para sair! Já conferiu AS MAIS LIDAS?

Mais lidas

Imposto de renda: rendimentos isentos e não tributáveis na venda de ações

Últimas operações na carteira de acões

Planilha x Imposto de renda