O blog trata do cotidiano de um investidor em busca da independência financeira, através da bolsa de valores e outros investimentos.

Translate

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

INVESTIR E COÇAR É SÓ COMEÇAR!

A maioria de nós já ouviu falar que as taxas de juros estão em níveis muito baixos e isso já perdura por muito tempo, mas poucos investidores perceberam os seus efeitos reais.


Dentre tantos que passam despercebidos, muitos são porque tem preguiça de acompanhar as suas aplicações financeiras e outros simplesmente porque acham o assunto complicado.


É preciso sair da zona de conforto!



O interesse por investimentos deve ser uma tarefa rotineira, como um dever de casa,  porque só assim podemos proteger e aumentar o nosso patrimônio.


Quando iniciei os investimentos em renda variável me sentia como uma pessoa que não sabia nadar dentro de uma piscina olímpica.


Dessa forma, para não morrer afogado eu fiquei segurando nas bordas e de pouco em pouco fui criando mais intimidade e confiança com a água.


Hoje me sinto um nadador (do tipo amador, viu gente!) e procuro encorajar outras pessoas na jornada da educação financeira, utilizando os recursos da diversificação de investimentos.


O primeiro vídeo do papainabolsa na rede social TikTok foi sobre o fato de que tenho um imóvel alugado e todo mês quando recebo o valor do aluguel eu adquiro cotas de um fundo imobiliário. Eis que a primeira pergunta (a qual tive muito prazer em responder) foi a seguinte: Fundo imobiliário... o que é isso??


Se também não sabe sobre o tema, de maneira rápida e direita, os Fundos Imobiliários (Fiis) são aplicações financeiras por meio das quais você tem acesso a diferentes tipos de imóveis em segmentos variados, com cotas negociadas em Bolsa e com recebimento de rendimentos, que são isentos de imposto de renda para pessoas físicas.


Agora, saibam vocês que não invisto apenas em renda variável (Ações, Fiis, ETFs etc..). Acho importante ter uma reserva de emergência e também fazer um plano de investimentos, dividido conforme os riscos que se pretende assumir.


Por exemplo, esse mês de fevereiro estava com férias programadas no trabalho, mas, sem viagem marcada, sobrou uma grana extra.


Assim, para balancear a carteira, já que os investimentos em renda variável estavam acima do patamar estipulado, me senti na obrigação de alocar o capital em renda fixa.


E, diante do cenário atual, o que escolher?


Não sei se a minha opção foi uma das melhores entre as outras disponíveis. Mas, a decisão foi aportar no Tesouro Direito, no título IPCA+2026, com taxa pactuada de 2,75 a.a.


Esta escolha foi pensada como uma forma de proteção e blindagem contra a inflação.


Enfim, a mensagem que quero te passar é a seguinte: Trace suas metas, corra atrás dos seus sonhos e faça o dinheiro trabalhar por você.


Bons investimentos e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário