28 de mar. de 2018

Dúvidas de um pequeno investidor para declarar o imposto de renda


Oi [email protected],

Separados os informes, recibos e extratos para a declaração do imposto de renda.

Já baixei o programa no site da receita federal, mas a cautela diz para esperar mais um pouco, porque vai que chega um documento de surpresa. Convenhamos que é muito chato fazer retificação. Em resumo:


Este ano já vou incluir o CPF do meu caçula, lembrando que o documento de dependente com mais de oito anos será exigido pela Receita nesta declaração do IR de 2018.

Ao checar toda a documentação surgiram dúvidas e passo a relatá-las aqui.

A primeira foi de que no informe de rendimentos notei valores referente a abono pecuniário. Esta verba se trata da venda de férias. O valor respectivo deve ser declarado no campo rendimentos isentos e não tributáveis, no campo “outros”.

Sobre a dedução dos valores pagos pelo empregador doméstico verifiquei que o limite de dedução é de R$ 1.171,84 e devem ser computados os valores pagos no E-social referente ao pagamento da contribuição patronal do empregador e também de risco ambiental / aposentadoria especial.

No ano de 2017 me desfiz antecipadamente de alguns títulos do tesouro direto para comprar um terreno. Neste caso, devo declarar o rendimento líquido dos títulos na parte de Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva e preencher o campo respectivo sobre os Rendimentos sobre Aplicações Financeiras.

Acerca do terreno adquirido, este patrimônio vai ser informado na parte de bens e direitos, constando o valor pago com nome e CPF do vendedor. Como já foi realizada a escritura pública do imóvel, a descricão também deverá conter a inscrição municipal e a sua matrícula no cartório de registros imobiliário.

No mais, embora não se trate de dúvida, resolvi confirmar algumas informações acerca do recebimento de Juros Sobre Capital Próprio – JCP, que é uma das formas de uma empresa distribuir o lucro entre os seus acionistas, titulares ou sócios (a outra é sob a forma de dividendos).

No caso de JCP deve ser declarado no campo de rendimentos sujeito à tributação exclusiva, já os dividendos na parte de rendimentos isentos e não tributáveis.

Revendo os informes de 2017 constatei que o maior JCP que recebi foi no valor de R$ 111,08 da ação Sanepar (SAPR4) e o maior dividendo foi da Klabin (KLBN11) no valor de R$ 195,00.

Tendo em vista que as transações de compra e venda de ações realizadas não ultrapassaram vinte mil reais por mês os lucros obtidos também são declarados como rendimentos isentos e não tributáveis.

Sou funcionário público e o imposto é descontado diretamente na fonte. Para garantir uma restituição maior não podemos nos descuidar dos detalhes, principalmente no tocante as despesas com educação e saúde.

Os valores restituídos são aportados imediatamente.

Detalhe: O atual cenário de baixa taxa de juros não favorece a restituição do IR no final.

Me coloco à disposição para interagirmos mais sobre o tema.

Abraços.





13 de mar. de 2018

O fluxo dos investimentos



Olá [email protected],

Os investimentos estão seguindo o fluxo.

A vida pessoal nem tanto!! Atualmente minha família enfrenta turbulências ligadas à questões de saúde, mas não podemos perder a fé e a esperança.


Também são nessas horas que percebemos a importância de possuirmos um colchão financeiro para tais imprevistos.

Sigo em frente sem perder de vistas o home broker.

Neste mês de março comprei algumas ações da WIZS3 e estou com preço médio de R$ 10.85.

Do lado das vendas me desfiz de açoes da CMIG4 e também da JBSS3. Liquidei integralmente  a primeira e parcialmente a segunda.

O valor total das vendas foi de cerca de R$ 9.000,00 e o lucro das operações de R$ 1.280,00.

Estou procurando uma alternativa para aportar estes lucros, pois não faço reinvestimentos em ações.

Não podemos deixar de diversificar os investimentos. Sobre o tema, clique aqui.

Estava aportando no tesouro selic, mas diante de noticias de novas quedas da taxa básica de juros me sinto desmotivado em continuar com este investimento.

Estou analisando a possibilidade de me desfazer do fundo de ações da Petrobrás, adquirido pelo Banco do Brasil, já que com a alta das ações o rendimento se aproxima de quase 50% do valor investido e o futuro do ativo, principalmente em ano eleitoral, é totalmente incerto.

Estou também organizando os números para entrega da declaração de imposto de renda. Na oportunidade, prometo detalhá-los para vocês.

No meu radar atual sigo acompanhando as ações da CSNA3 no aguardo de um confortável e próximo ponto de entrada.

Gostaria de realizar uma maior interação com os leitores do blog e conhecer também o mundo dos seus investimentos. 

Podem me add no instagram (papainabolsa) e no facebook (Amices Investidor).

Finalizo, desejando muita saúde para todos, literalmente e financeiramente.

Abraços.


2 de mar. de 2018

Balanço Geral


Oi [email protected],

Nos últimos dias ando pessimista com a bolsa, achando que podemos ser pegos de surpresa a qualquer momento com reversão de tendência para baixo.

Talvez esteja impressionado com as recentes notícias que atingiram em cheio as empresas de infraestrutura.

Tenho em carteira a TPIS3 e a CCRO3, ambas sem stop!!

A primeira a despencar foi a Triunfo, após a divulgação de esquema de corrupção e lavagem de dinheiro na concessao de rodovias do Estado do Paraná.

O meu preço médio neste ativo é de R$ 3,71 e hoje ele se encontra cotado abaixo de R$ 2,60.

Da mesma forma as acões da  CCR Rodovias após divulgação de ótimo balanço foi alvo de declarações do empresário Adir Assad, o qual apontou esquema de corrupção com a empresa.

Tenho preço médio no ativo de R$ 15,45 e hoje a sua cotação fechou a R$ 12,60.

Ainda não fiz e não sei se farei "preço mérdio" nas ações citadas. A minha experiência com a JBS foi positiva, mas estou sem disposição para novas aventuras.

Mas nem tudo foi tragédia. Fechei o mês de fevereiro com lucro de R$ 2.190,00, após vender R$ 18.117,00 nos seguintes ativos: JBSS3, CMIG4, GOAU4 e SLED4.

A nova compra (aposta da vez) foi a BRML3!!

Também admito que fiquei tentado para fazer novas compras ao ver as ações da WIZS3 abaixo de onze reais, pois considero que está em um patamar muito bom para encarteirar.

Iniciei o mês de março com a venda das minhas últimas 600 ações da Cemig a um preco de R$ 8,21 e que me rendeu um lucro de R$ 784,00.

Enfim, bola pra frente e vamos organizar os dados para preenchimento da declaração do imposto de renda, já que esta é uma excelente oportunidade para acompanhar a evolução do nosso patrimônio.

Bons investimentos para todos!!